Notícias:

00

Produzir cerveja artesanal vira negócio de família no Sul de SC

G1 SC: O mercado de cervejas no Brasil está em plena expansão: o país é o terceiro maior produtor do mundo, atrás de Estados Unidos e China. E o consumidor brasileiro tem buscado cada vez mais produtos que apresentem diferenciação, como as cervejas artesanais.

Santa Catarina tem mais de 50 marcas de cerveja que, juntas, produzem mais de um milhão de litros por mês de acordo com uma pesquisa da Associação das Cervejarias Artesanais de Santa Catarina (Acasc).

Entre elas está a Lohn Bier, localizada em Lauro Müller, no Sul do estado. A cervejaria nasceu do hobby de produzir cervejas artesanais. Francisco Felisbino, que se dedicou à avicultura por mais de 30 anos, resolveu mudar de ramo e investir no mercado de cervejas. A aposta deu tão certo que toda a família se envolveu no negócio.

Liderada pelo empresário e pelos filhos Tatiani Felisbino Brighenti, Eduardo Felisbino e Ricardo Felisbino, a Lohn Bier produz, atualmente, 22 rótulos. A cervejaria tem dois mil m², conta com 44 funcionários e a produção chega a 140 mil litros de cerveja por mês.

No ano passado a Lohn Bier cresceu 120% em comparação a 2015. Para 2017 a meta é alcançar 70% de crescimento.

Em pouco mais de dois anos, a marca já conquistou diversos prêmios, nacionais e internacionais. O mais recente foi a medalha de ouro no Festival da Cerveja, realizado este ano, em Blumenau. “Considerando que temos pouco mais de dois anos, são vitórias muito importantes, que nos motivam a fazer cervejas ainda melhores”, conclui Tatiani.

Turismo e gastronomia

Junto à fábrica, a Lohn tem um pub, com capacidade para 120 pessoas, que abre de quarta a domingo e onde é possível fazer uma visita guiada pela fábrica. Aos finais de semana também abre para o almoço e já se tornou um ponto turístico para quem passa pela região.
“A cerveja, assim como o vinho, também pode ser harmonizada com diversos pratos. Nossas cervejas combinam perfeitamente com iscas de tilápia e com costelinha de porco, por exemplo”, revela a empresária. Outra meta dos empresários é fomentar o turismo na região, que já está na Rota da Cerveja.

Cenário Nacional
De acordo com o Sindicato Nacional da Indústria da Cerveja, as cervejarias artesanais fecharam 2014 com uma participação de 11% no mercado. A projeção é de que esse número chegue aos 20% em 2020. 

Vídeos do YouTube:

Confira nosso canal

Parceiros:

Parceiros de mídia:

Hotel Oficial:

Montadora:

Realização:

Estamos aguardando você na
Envase Brasil. Faltam ainda:

120

dias

20

horas

20

minutos

20

segundos

Venha para a Envase Brasil e
faça o seu negócio girar.